Itabaiana: Maria cobra leitos de UTI para hospital regional, testagem da população e implantação de barreiras sanitárias

“Os cientistas afirmam que a testagem pode frear o coronavírus. Estamos perdendo vidas e Itabaiana, um dos maiores Municípios do Estado, não tem um leito de UTI sequer. A população, que está à mercê do vírus, precisa ser testada com urgência, até que a vacina seja disponibilizada para todos. Também é preciso colocar barreiras sanitárias para que haja aferição da temperatura e exija-se o uso da máscara por quem nas feiras, no comercio e na rua de forma geral”.

O desabafo é da deputada estadual Maria Mendonça (PSDB), ao falar hoje (2) sobre o fato de o Hospital Regional Doutor Pedro Garcia Moreno não receber leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), cabendo-lhe, apenas, leitos de retaguarda avançados.  “Não podemos e não vamos aceitar isso. O nosso povo merece receber a assistência devida do Governo”, afiançou.

Para Maria, a Unidade Hospitalar atende tanto Itabaiana, quanto outros municípios da região do Agreste Central do Estado.  "É lamentável termos mais de 200 vítimas da Covid-19 em Itabaiana e não recebermos um leito de UTI”, disse, ressaltando ser triste ver famílias sendo destruídas pela Covid-19, muitos jovens vindo à óbito e não haver uma estrutura capaz de oferecer um atendimento adequado.

“Quero me solidarizar com essas famílias que têm perdido entes queridos e amigos, e apelar à secretária de Estado da Saúde, Mércia Feitosa, e ao governador do Estado, Belivaldo Chagas para que garantam esses leitos de UTI em Itabaiana, tendo em vista que o nosso município tem um comércio pujante e é o ponto central do Estado", defendeu a parlamentar.

Ela aproveitou, ainda, para fazer um apelo pela união de todos os representantes políticos de Itabaiana, incluindo o gestor municipal, Adailton Sousa, para cobrar de forma veemente a implantação desses leitos. "Sabemos que o Estado está vivendo uma pandemia e que quem está governando está com várias dificuldades, mas é preciso priorizar. Não podemos mais perder os nossos entes por falta de estrutura ou de condições. Queremos sim que o Estado tome as providências cabíveis", disse Maria.

Maria também apelou à população para que faça o uso de máscara, lave as mãos, use álcool e fuja de aglomerações. “Está comprovado que máscara evita a contaminação de quem a usa e de quem está perto.  A vida vale muito! Todos devemos estar irmanados e somando esforços. Na hora que todos se unem em torno de uma causa, as coisas acontecem", ressaltou.



DE OLHO NO INSTAGRAM