Maria Mendonça alerta para a necessidade de políticas públicas voltadas à saúde mental

De acordo com um estudo feito pela Universidade Estadual de Ohio, o Brasil é o líder entre outras dez nações em índices de ansiedade e depressão durante a pandemia. A pesquisa identificou que entre as 1.500 pessoas questionadas 63% demonstravam sintomas ansiosos e 59% quadros de depressão. “Há anos lutamos em defesa da adoção de medidas que visam auxiliar as pessoas a lidarem com quadros de ansiedade e depressivos.”, disse a deputada Maria Mendonça (PSDB).

Em 2020, a parlamentar apresentou a Indicação nº 583 para que o governo do Estado adotasse políticas públicas destinadas ao diagnóstico e tratamento da síndrome de depressão nas Redes Públicas de Saúde do Estado. “Diante da relevância do tema, demos entrada nessa Indicação, pleiteando que o governador Belivaldo Chagas enviasse a essa casa um Projeto de Lei instituindo essa política pública em nosso Estado, mas, infelizmente, até a presente data, isso não ocorreu”, declarou Maria.

Também no ano passado, Maria apresentou o Projeto de Lei nº 70/2020 que determinava a contratação emergencial temporária de psiquiatras, psicólogos, assistentes sociais e terapeutas ocupacionais pela Secretaria de Estado da Saúde. “Esses profissionais seriam responsáveis por atender vítimas de depressão e tendências suicidas em decorrência do isolamento social da Covid-19”, falou a parlamentar. O PL de Maria, porém, ainda não foi apreciado.

“No ano passado, a Organização Mundial da Saúde alertou para uma possível crise de saúde na área mental em todo o planeta, a quarta onda sanitária. As evidências mostram que ela já chegou com força. Então, se antes já era visível a necessidade da instituição de uma política pública voltada ao diagnóstico e tratamento da síndrome de depressão, com a vinda da pandemia, isso se tornou imprescindível”, destacou a deputada.

“Sabemos que este momento está sendo muito difícil para todos. Precisamos nos unir, sermos solidários e, acima de tudo, estarmos prontos para entender que o próximo é muito importante para nós.”, reforçou Maria. 


OUTRAS PROPOSITURAS

Há dez anos a deputada Maria Mendonça possui um compromisso em encaminhar proposituras que facilitem o tratamento e o diagnóstico de quadros depressivos no Estado. “Em 2011, foi a Indicação nº 235, que pleiteava a inclusão de psicólogos no quadro de pessoal técnico permanente das escolas”, contou a deputada.

“Já em 2019, por meio do Projeto de Lei nº 126, lutamos pela implantação de políticas públicas destinadas ao diagnóstico e tratamento da síndrome da depressão na Rede Pública de Saúde do nosso Estado”, disse Maria. De acordo com a deputada, o projeto, embora aprovado pela Assembleia, foi vetado pelo Executivo sob a alegação de inconstitucionalidade. 



DE OLHO NO INSTAGRAM