Maria destaca contribuição de Itabaiana para construção da história de Sergipe


A deputada estadual Maria Mendonça (PSDB) disse hoje (5) que começa 2020 esperançosa, sobretudo, por ser um ano ímpar para Sergipe em virtude da comemoração do seu bicentenário a ser celebrado em 8 de julho próximo, data que, no entender da parlamentar, simboliza a liberdade, a independência e a autonomia administrativo-financeira em relação a Bahia. “Desde lá, embora sejamos o menor estado da federação buscamos galgar o nosso espaço e fazer jus ao dito popular, tamanho não é documento”, enfatizou.


Em sua fala, Maria ressaltou que “conforme bem nos lembrou a historiadora Terezinha Oliva, a letra do hino de Sergipe considera essa data como “o dia brilhante”, porque ela representou o nascimento de Sergipe como unidade política, capaz de ter governo, de gerir seu território e ter o controle sobre suas rendas”.  2020, de acordo com ela, é um ano para renovar a esperança no país e no Estado, na expectativa de que possam retomar o crescimento econômico e social, resultando na melhoria da qualidade de vida dos cidadãos.


Em seu pronunciamento, Maria destacou Itabaiana que, de acordo com ele “é terra de homens proativos e que buscam realizar suas tarefas com a primazia dos que perseguem o sucesso através da consecução de melhores resultados”. A deputada citou que estudos evidenciam que a cidade serrana é um entroncamento com importância histórica, pois teve posição estratégica no vai e vem de mercadorias no Nordeste, o que contribuiu para seu crescimento econômico.


“Itabaiana também é considerada o celeiro de Sergipe. A ‘capital nacional do caminhão’ se destaca na produção de joias, tem a maior e mais tradicional feira livre do Estado; é detentora do maior comércio do interior sergipano, perdendo apenas para Aracaju e, chama atenção pelas suas belezas arquitetônicas”.  “Agregado a isso, ressaltou, “não há como negar que os itabaianenses despontam, ganham notoriedade nas mais diversas áreas sejam elas, na política onde esta Casa não nos deixa mentir, pois ao longo da sua história sempre contou com a presença de ceboleiros, bem como nas  esportiva, literária, artístico-cultural, educacional, dentre outras”.


Prova disso, salientou Maria, é que não raro, ouvem-se relatos de educadores, empresários, historiadores e outros membros da sociedade, “dando-nos conta da importância do nosso povo e do quanto contribuímos para o desenvolvimento, não apenas do nosso estado, mas do nosso país”.



DE OLHO NO INSTAGRAM