Maria destaca bicentenário de Sergipe e enaltece Itabaiana


A deputada estadual Maria Mendonça (PSDB) destacou o bicentenário de Sergipe, comemorado nesta quarta-feira (8). “Poder celebrar simbolicamente essa data faz ressurgir em nós o sentimento de sergipanidade”, disse Maria, ressaltando o comportamento do povo sergipano e a grandiosidade do Estado nesse processo que representa a liberdade, a independência e a autonomia administrativa e financeira do Estado da Bahia.


Maria destacou o papel de Itabaiana, sua terra natal, na construção da história. “Tenho muito orgulho de Itabaiana, também, ser considerada o celeiro de Sergipe”, observou, ao citar traços do município, conhecido pela sua diversidade, por ter a maior e mais tradicional feira livre do Estado, por seu comércio pujante e por contribuir, sobremaneira, para a economia e desenvolvimento, não só dos itabaianenses, mas de todo o povo sergipano. 


A deputada apontou que em um dos seus escritos, o professor Luiz Antônio Barreto (in memorian) conta que a “Emancipação política de Sergipe resultou de uma luta madura, empreendida pela elite produtora local – criadores de gado e senhores de engenho – até então responsáveis pelo abastecimento das grandes Capitanias da Bahia e de Pernambuco”.


De acordo com ele, a reação da Bahia, “rejeitando os fatos, criando obstáculos, gerando conflitos, bem demonstra a tutela, para adiar a decisão do Rei”. O historiador segue ressaltando que “as circunstâncias da Independência do Brasil serviram para que a decisão da Carta Régia de 8 de julho de 1820 fosse confirmada e referendada por Pedro I, que chegou a elevar, novamente, São Cristóvão à condição de cidade, para ser a capital de Sergipe”.


Destaca, ainda, que a Constituição do Império, que é de 1824, “colocou Sergipe entre as Províncias do Brasil, consolidando a Emancipação de 8 de julho de 1820”.  Para Maria, Sergipe é uma terra “imponente, de povo trabalhador e ordeiro e a sua história deve ser sempre exaltada e celebrada”.



DE OLHO NO INSTAGRAM