Alese aprova Moção de Apelo por voto contra à privatização da Eletrobras


A Assembleia Legislativa de Sergipe aprovou Moção de Apelo aos senadores sergipanos Maria do Carmo Alves, Rogério Carvalho e Alessandro Vieira para que votem contra a Medida Provisória 1.031/2021 que trata da privatização da Eletrobras.   A iniciativa, da deputada estadual Maria Mendonça (PSDB), foi subscrita pelos deputados Iran Barbosa e Francisco Gualberto, ambos do PT.

A deputada lembrou que a maior parte da energia que abastece todos os Estados da Federação, através da atuação das suas subsidiárias Furnas, Chesf, Eletronorte, Amazonas GT, CGT Eletrosul, Cepel, Itaipu e Eletronuclear, é oriunda da Eletrobras. Com mais de 40 usinas hidrelétricas e milhares de quilômetros de linhas de transmissão, a companhia é, de acordo com a parlamentar, “extremamente lucrativa”.

Ela destacou que a empresa já pagou mais de 20 bilhões de dividendos à União, além dos valores já pagos aos demais acionistas, conforme divulgação no site oficial do Tesouro Nacional. “A sua privatização afetaria diretamente os consumidores residenciais, comerciais e industriais do Brasil, promovendo elevação dos custos e, consequentemente, alta generalizada dos preços”.

De acordo com a deputada, há casos em que 60% dos custos de uma empresa são de energia elétrica e, no seu entendimento, a elevação dessas tarifas seriam insustentáveis. “Apelamos aos nossos senadores que rejeitem essa Medida Provisória e preservem essa empresa que é um orgulho nacional”, afirmou Maria Mendonça.

--


DE OLHO NO INSTAGRAM