Adolescente sergipano é o primeiro brasileiro a se tornar assessor do Instituto Interamericano Del Niño, La Niña y Adolescente, da OEA

A deputada estadual Maria Mendonça (PSDB) protocolou hoje (24), uma Moção de Aplausos ao estudante Vítor Cardoso Alves, aluno do Centro de Excelência Hamilton Alves Rocha, localizada em São Cristóvão, por ser o primeiro brasileiro a assessorar o Instituto Interamericano Del Niño, la Niña y Adolescentes (IIN), estrutura especializada da Organização dos Estados Americanos (OEA). “Que notícia maravilhosa, termos um sergipano a ser o primeiro jovem brasileiro a ocupar tal função. O Vítor orgulha não só os seus pais e mestres, mas todos os sergipanos. É, sem dúvida, uma inspiração para a juventude e um marco na história do Brasil e de Sergipe”, disse Maria.

A notícia publicada no site www.consed.org.br diz que o estudante da rede púbica sergipana será membro da Grupo Assessor Regional sobre Participação de Criança e Adolescentes (Grapia). “A Grapia é composta por jovens com idades variáveis entre 18 e 25 anos que cumprem mandatos de dois anos”, explicou a deputada, lembrando que Vítor já fez parte do Conselho Nacional de Participação de Adolescentes (CNPA), ligado ao Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda). “Após encerrar esse mandato, ele foi convidado pela OEA para participar do processo seletivo para o biênio 2020-2022. Só isso já nos enche de orgulho e de esperança naqueles que são o futuro dessa Nação”, disse Maria.

A parlamentar destacou que assessorar o Instituto significa continuar tutelando os direitos das crianças e dos adolescentes, não como atores, mas como gestores da participação. “Como o próprio Vitor externou, a escolha do seu nome para ser membro desse tão importante Instituto representa a quebra de paradigma, sobretudo, por ser jovem, estudante de escola pública e oriundo de família humilde. Sem dúvida é uma inspiração, boa influência e exemplo para a sua geração”, afirmou Maria Mendonça.         



DE OLHO NO INSTAGRAM