Maria Mendonça registra passagem da Caravana contra Pedofilia e Crack por SE

Na sessão desta segunda-feira, dia 28, a deputada estadual Maria Mendonça (PSB) fez pronunciamento para registrar a passagem em Sergipe da Caravana contra a Pedofilia e o Crack, que tem à frente o senador Magno Malta. Ela disse que a prefeita do município de Laranjeiras, Ione Sobral, abraçou a caravana e na tarde desta segunda-feira acontece o fórum no auditório da Universidade Federal de Sergipe (UFS), em convênio com o Sest/Senat.

Em seu discurso, a deputada enfatizou o caráter suprapartidário e transideológico em razão da dignidade, do respeito à vida e proteger e assegurar o direito de crianças e adolescentes como sujeito de direitos. Maria Mendonça disse que o artigo 7 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) garante tudo isso às nossas crianças e adolescentes, dizendo que eles têm direito à proteção à vida e à saúde", destacou.

Para a deputada Maria Mendonça, a caravana é uma atividade do movimento contra o crack e a pedofilia, mas é preciso entender que o objetivo é que a sociedade tenha de fato essa consciência de que o Brasil como um todo está passando por um momento muito difícil com relação a essas temáticas. Ela lembrou que um projeto de sua autoria já aprovado e que é lei instituiu o Dia de Enfrentamento ao Crack, associando o incentivo ao esporte, à cultura e à arte.

"Nós temos também um projeto sobre a pedofilia, que a rede pública e privada, e hoje já é lei, na semana pedagógica institua o tema pedofilia para sensibilização e conscientização de alunos, pais e professores, interagindo com a sociedade para que de fato haja uma conscientização no sentido de enfrentar esse mal que está embrenhado no seio da sociedade", disse.

A deputada disse que essa questão do crack é gravíssima e ainda existem famílias reféns dos seus filhos que têm se enveredado por esse caminho. Para ela, é preciso políticas públicas que garantam à sociedade não o extermínio da droga, que é algo impossível, mas que essa questão seja trabalhada fortemente com políticas públicas. "E tenhamos de fato sucesso em nosso Estado porque nossas crianças e adolescentes estão se enveredando por esse caminho e a sociedade está atônita, vivendo numa situação grave e sem precedentes", disse. Ela defendeu que de fato o Estado e os municípios possam dar uma atenção com um compromsiso no enfrentamento de políticas públicas nesse sentido.

Com Informações de Edjane Oliveira, da Agência Alese

 


DE OLHO NO INSTAGRAM