Deputados apelam pela suspensão do leilão do Hospital Amparo de Maria

Um dos temas debatidos na sessão da Assembleia legislativa desta segunda-feira, 10, foi o Leilão do Hospital Regional Amparo de Maria (HRAM), marcado pela Justiça Federal para acontecer no próximo dia 28.

O deputado João Daniel fez pronunciamento pedindo apoio dos colegas parlamentares para que o leilão não aconteça. Segundo João Daniel, é de conhecimento de todos a história do hospital centenário e a importância que ele tem. "Queremos colocar publicamente a necessidade de que esse leilão seja suspenso", disse João Daniel, solicitando que a Justiça Federal encontre outro caminho, pois são dívidas adquiridas em gestões anteriores e é preciso que seja apurado se houve irregularidades, por que não foram pagas. Para ele, esse é um problema que o governo federal, governo do Estado e o município devem buscar solução.

Em aparte a deputada Maria Mendonça (PP) parabenizou o colega e disse da importância de trazer à Assembleia um assunto tão importante para região sul e que garante 300 empregos, pessoas que poderão ficar desempregadas. "Esta Casa precisa de fato fazer algo que possa dar sua contribuição enquanto poder para que este leilão pelo menos seja suspenso nesse primeiro momento, até que os governos estadual e federal possam se somar e repensar essa situação de que uma unida hospitalar que presta relevantes serviços não pode ser fechada".

A deputada Goretti Reis (DEM) também se somou à defesa do Amparo de Maria, pois ele representa muito para a região.

Como presidente da Comissão de Saúde, o deputado Gilson Andrade sugeriu que os membros possam visitar o hospital e depois ir ao governador Jackson Barreto e façam uma força tarefa para a não realização do leilão e possível fechamento do hospital.

 


DE OLHO NO INSTAGRAM