Deputada Maria Mendonça cobra mais segurança pública em Itabaiana

Na manhã desta terça-feira, 18, a Deputada Estadual Maria Mendonça fez uso da tribuna da Assembleia Legislativa e cobrou do governo do estado uma maior atenção para com a segurança pública. A deputada relatou diversos casos recentes de ciclomotores que estão sendo roubados todo estado, especialmente em Itabaiana.

"Ciclomotores estão sendo tomados de jovens, trabalhadores e pais de famílias. Mas o pior não é a perda do bem, é o susto que essas pessoas passam e as sequelas que ficam. Já vi vários casos de pessoas que ficaram com sequelas como depressão após terem ficado a mercê de marginais. Antigamente na zona rural era difícil ouvir falar de roubos. Hoje até mesmo em plena luz do dia eles estão agindo e nosso povo precisa de uma resposta", destacou a deputada nos primeiros minutos de sua fala.

Maria relatou na tribuna o caso de uma mãe de família que foi assaltada quando tinha acabado de pegar seus filhos na escola. "As crianças chegaram à casa de um vizinho em estado de choque e os assaltantes, ao perceberem que a moto tinha alarme a jogaram dentro de um açude que fica no perímetro urbano. Em outro caso, a orientação passada pelos presentes na delegacia foi de que o cidadão fosse até o batalhão e chegando lá só havia um policial que o aconselhou a ir atrás do seu ciclomotor pois ele estava sozinho e não poderia sair naquele momento".

Hospital Amparo de Maria

Ainda no grande expediente, a deputada fez um aparte durante o pronunciamento do Deputado Augusto Bezerra que falava do Hospital Amparo de Maria. "É preciso montar uma comissão com setores da sociedade de Estância e municípios da região sul para impedirmos que esta histórica unidade de saúde não seja dividida em lotes para ser leiloada. Uma ação conjunta é necessária para mobilizarmos a classe política em torno desta causa", disse a deputada.

Reajuste dos Servidores

Durante o pronunciamento do deputado Venâncio Fonseca, em aparte, Maria falou do reajuste dos servidores que ainda não chegou à assembleia. "O projeto de reajuste dos servidores ainda não chegou a esta casa e todos ainda estão recebendo o salário mínimo de 2013. Já estamos em março de 2014. E a gente lamenta ainda mais ao observar o Diário Oficial com inúmeras nomeações de cargos comissionado enquanto o governo diz que o estado está em seu limite prudencial".

 


DE OLHO NO INSTAGRAM