Congresso Nacional de Mulheres do PSB em Brasília

A Deputada Maria Mendonça (PSB) está participando do Congresso Nacional de Mulheres do PSB, em Brasília, onde defendeu a necessidade de aumentar o número de representantes do PSB Mulher. "Nós possuímos poucas representantes da classe feminina na política por parte do PSB, e podemos aumentar cada vez mais esse número, se trabalharmos juntas, de forma harmônica e unidas", declara.

O Congresso de Mulheres é realizado simultaneamente ao 12º Congresso Nacional do PSB.

No Congresso a secretária Nacional de Mulheres do PSB, Dora Pires, propôs uma moção de repúdio às intenções do Governo Federal de construir um projeto de reforma ministerial que extinguiria a Secretaria de Políticas para Mulheres da Presidência da República (SPM-PR), e outras secretarias especiais, em favor de um Ministério dos Direitos Humanos.

A moção foi aprovada por unanimidade. As mulheres socialistas consideraram a junção da SPM com outras secretarias para a criação do Ministério dos Direitos Humanos seria um retrocesso político e falta de reconhecimento do trabalho para eleger uma mulher à Presidência da República.

XII Congresso Nacional

O XII Congresso Nacional do PSB foi aberto oficialmente pelo Governador de Pernambuco e Presidente Nacional do Partido Eduardo Campos, tendo como tema "A questão urbana no Brasil e as eleições Municipais".

Para a deputada Maria Mendonça o tema discutido é de extrema importância, pois, as cidades brasileiras necessitam urgentemente de um novo caminho para melhor crescimento e desenvolvimento.

Alianças e Eleições Municipais

Em seu discurso de abertura, Eduardo disse que o partido participará do pleito em 4 mil municípios, com cabeça de chapa em cerca de 1,5 mil. Nas contas do partido, será possível eleger perto de 500 prefeitos. Hoje, o PSB tem 302. O partido faz as contas. Quando Luiz Inácio Lula da Silva venceu a eleição em 2002, o PT fez 292 prefeitos.

Nosso partido foi o que mais cresceu em 2008, em 2010 e será também o que mais crescerá em 2012, proclamou Campos, para delírio da plateia que tomou o Auditório Petrônio Portella, no Senado. De acordo com informações de bastidores do PSB, para crescer o partido decidiu abrir o leque de alianças no ano que vem. Fará parcerias com os aliados tradicionais, como PT, PC do B e PDT, além do recém-criado PSD e do PSDB.

Foto: PSBNacional

 


DE OLHO NO INSTAGRAM